quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Brilho, dia 10




blusa: Banana Republic
calça: Zara
sapato: Vince Camuto

Brilho, dia 9

Terça-feira, dia de trabalhar. E eu tava tãaaaaao sem vontade de ir!!! Aí, com aquela preguiça que dá até vergonha de falar, eu vesti meu brilho do dia:


Como estava um pouquinho frio, usei essa meia (Missoni para Target) embaixo de uma calça e com bota. Ela tem uns fios prateados, e é bem quentinha. Também usei o briho na maquiagem. Ganhei uma sombra Chanel de natal, e resolvi testar. Como eu ainda não sou expert em maquiagem, não tirei foto do resultado final (que é uma pena, porque até que ficou bunitchinho!).

 Bjo!

Brlho, dia 8


Segunda-feira, pós festas, aquela ressaca de comidas e bebidas...nada melhor que tirar o dia para ficar de pernas para o ar. Ou, forçar o coitado do marido a ir ao shopping!

blusa: Calvin Klein
sapatilha: Marc by Marc Jacobs
legging: Old Navy
lenço: H&M



Brilho, dia 7


Então é natal! Nada mais natalino que um vestidinho vermelho!! E, curtinho! Chega a ser irônico o fato de que eu NUNCA uso saias ou vestidos curtos, e aqui estou, em pleno  inverno, dois dias seguidos, de saia curta! O brilho ficou por conta dos acessórios e do meu sapato fofo! Bjo

vestido: Zara
pump: Calvin Klein
colar: Banana Republic
braceletes: o de coração comprei da minha prima no Brasil, o outro Forever 21


Brilho, dia 6

Eu voltei! Espero que o natal de todo mundo tenha sido maravilhoso! Apesar de estar longe da minha família, eu tive um natal gostoso com meu marido, a Charlie, e os sogrinhos!

Hoje lembrei que eu estava, novamente,  atrasada com o blog. Mas, antes tarde do que nunca! 


Dia 24, véspera de natal, estava um tanto quente aqui em Atlanta (uns 18ºC).  Aqueles que moram no Brasil devem estar pensando que eu sou louca, porque 18º C não é calor.  Deixa eu explicar: ano passado nevou. Geralmente nessa época a temperatura está entre 0 e 10º C. 

Portanto, devido ao calor, eu usei uma mini saia (sim miniiiiii!) de linho com fios metálicos. Eu comprei essa saia uns anos atrás (quando eu ainda tava nos vinte e muitos) mas nunca tinha usado a coitadinha.  Ela já viajou comigo para tantos lugares, mas nunca saiu da mala! Completei com acessórios e uma sandália linda que ganhei da minha tia Vera quando fiz 30!! Acho que o look ficou legal, arrumadinho, mas casual o suficiente para uma festinha de natal em casa. Bjo

saia: Armani Exchange
blusa: Zara
sandália: Lessô
bracelete e colar dourados: não lembro
bracelete azul: Coach


quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Brilho, dia 3 & 4

Ontem não visitei o blog ( que triste dizer isso do meu bloguezinho...) porque eu estava exausta. Passei o dia fora, terminando as compras de natal, supermercado...depois cheguei em casa e tinha mil coisas para serem feitas, enfim, atrasei mas estou aqui. 

Nunca imaginei que eu seguiria um tema por mais de uma história...que saquinho que isso é! Mas ,já que foi dito e escrito, então aqui estou para exibir (que metida) os looks de ontem e hoje. Ontem na verdade, eu sai sem brilho, só aquele esmalte purpurina que passei no domingo. Mas calma. A minha primeira compra foi um casaquinho Giambattista Valli (para Macy's), com sequins e "faux fur". Não me aguentei e, claro, saí da loja vestindo ele.



E hoje acordei descabelada, e não teve como arrumar esse cabelo! Foi água, condicionador leave-in, secador, promessa, mas nada deu jeito na minha jubinha de dia de chuva - gente, bad hair day faz parte da nossa existência! O melhor a fazer é aceitar o problema, porque quando isso acontece, NÃO existe solução (porque na verdade não existe problema, entendeu?). Pois bem, tudo isso para dizer que eu perdi muito tempo tentanto arrumar o cabelo e fiquei sem tempo para pensar num look com brilho. Aí, lembrei de uma sapatilha azul metálica da Zara, super fofa. E foi com ela que, finalmente, saí de casa 20 minutos atrasada.
























E já que falei na Macy's, dá uma olhada na árvore de Natal que eles montaram em cima da loja. Me fez lembrar da árvore de natal do Charlie Brown. Rsrsrsrsrsrs! Bjo





terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Brilho, dia 2

Hoje acordei com aquela preguiça de dia chuvoso (porque estava chovendo), e deu uma vontade de ficar de pijama o dia todo. Eu tinha mil coisas para fazer e resolvi cancelar tudo e assistir as pragas dos reality shows (vou confessar esse  vício em um outro blog) que estavam gravados. Depois de umas 3 horas assistindo os Kardashians (que triste, eu sei...) lembrei que tinha que levar a Charlie no veterinário. Então, na maior falta de vontade, tive que levantar, tomar banho e colocar uma roupinha apropriada para a ocasião...eu sei que eu disse que iria brilhar todos os dias até o dia 31, só por isso me troquei, senão ia sair de jumpsuit mesmo.






Comecei com o báscio: calça jeans. Escolhi uma com lycra, porque é mais confortável para correr atrás da Charlie (que vira uma pestinha quando chove, nunca vi...).  Daí, claro, veio a idéia de colocar o Converse. Não uso tênis com frequência, mas num dia de chuva, com preguiça, e indo no vet, não tem nada melhor. Depois ficou fácil escolher a camiseta branca, de manga comprida porque tava um pouco frio. E o brilho ficou por conta da malha de manga 3/4 e do colarzinho. Pronto. Básico, brilhoso discretinho, e confortável (ai de mim se a Stacy e o Clinton - What Not To Wear- me escutam!). Bjo

jeans: Abercrombie & Fitch 
camiseta: Old Navy
malha: Zara
tênis: Converse All Star
colar: Forever 21

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Nota :

Achei essa foto no meu Instagram, e resolvi colocar no blog porque eu estou passando pela fase glitter. Sim, aderi ao famoso brilho. Acho que final de ano tem cara de festas, e festa tem brilho...muito brilho!

Resolvi que todos os dias (será?) até dia 31 vou usar alguma coisa com sequin, brilho, purpurina, luzinha de natal...se acender, ops, brilhar, eu uso! 
 


blazer: Forever 21
calça: Zara
top: GAP
sapato: Nine West


 

domingo, 18 de dezembro de 2011

O esmalte de domingo



Não me aguentei quando vi essa cor no balcão da Chanel na Bloomingdales. Foi como um chamado divino, que dizia "me compre e me use, para sempre..."! Bom, talvez não tenha sido assim tão dramático, mas deu prá entender que eu tinha que ter o tal. A cor é ainda mais linda ao vivo. Um brilho só.  Não sou muito chegada na purpurina, como já disse antes, mas esse metálico tem cara de festa de ano novo...e de segunda-feira no escritório, e quem sabe de natal na casa da sogra! Bjo





Diamantes e Pérolas


Semana passada, as jóias de Elizabeth Taylor foram leiloadas na Christie's em New York. Dei uma olhadinnha no site e "passei a mão" em uma fotos, só para a gente babar um pouco...


Um detalhe: o anel de diamantes é de miseros 33 kilates. Ah, e o diamante no colar aqui embaixo, o Taj Mahal, é do ano de 1627.


A pérola La Peregrina do século XVI, suspensa no colar Cartier







Lindo de doer! Quem sabe um dia, não é? Bjo

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Babylissimo

Ontem decidi que iria aprender, de uma vez por todas, como enrolar meu cabelo com o "curling iron" (o modelador de cachos). O meu cabelo, para aqueles que não me conhecem, ou não me vêem (tá certo esse acento?) a muito tempo, é liso/enrolado. Liso em cima e enrola do meio para baixo. Mas não é um enrolado todo certinho....no verão, com muita umidade, não há anti-frizz que resolva; já no inverno ele fica ondulado.

Então resolvi assistir editoriais no YouTube (quem diria que YouTube também ensina!), li blogs, vi fotos....e pronto! Aos trinta e poucos, finalmente, acho que aprendi a fazer o tal do babyliss.

O que usei para o enrolamento:


  •  creme para enrolar o cabelo e também proteger o coitado antes de fritá-lo (eu usei o Catwalk Curls Rock);
  • curling iron (comprei ele em 2006, e essa foi a segunda vez que eu o usei);
  • Laquê (laquê???? Garnier Full Control)

De noite, eu lavei o cabelo, apliquei o creme para enrolar, deixei secar um pouco e fiz uma trança (para ajudar a enrolar).


Fui dormir, e de manhã soltei. O cabelo já fica com umas ondulações:


Depois, prendi uma parte do cabelo, e comecei a enrolar as mechas. Algumas pessoas dividem o cabelo em quatro partes, outras só prendem metade. Eu achei mais fácil  prender metade (na verdade eu ainda tava com sono, e queria acabar logo com isso!). Li em vários lugares que se a gente começar a enrolar no meio da mecha, o cachinho dura mais.


Aí, depois de uns 25 minutos (demorou porque eu fiquei parando para tirar fotos, e sabe como é mulher tirando foto...na verdade, dá prá fazer em 10 minutinhos tudo) o resultado final (claro, que já estou sem pijama, e com um tiquinho de maquiagem!):


Bom, eu  queria ficar com cara de quem tem o cabelo lindo naturalmente, então usei os dedos para ir separando os cachos, e usei o spray para os mesmos durarem mais que alguns minutos. Achei o máximo! E, na verdade, até fácil. Agora, acordar mais cedo prá enrolar o cabelo, nunca mais!!!! Bjo


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Sequins e tals

Que mulher que não gosta de um brilho? Seja na roupa, nos sapato, na maquiagem. Mas, e nós, que estamos nos trintas e poucos, ainda dá prá usar?  

Uns meses atrás comprei um vestido French Connection, liiiindo, preto e prata de sequin (paetê, ou lantejoula se você quer dizer aquilo pelo que aquilo é). Comprei o tal para ir ao um show, mas na hora H não tive coragem de usar. E, como eu já disse, o bichinho é liiiiiiiindo, olha só:


Vou dizer porque não usei: fiquei lembrando da época que eu era criança e adorava purpurina e lantejoula. Nao podia ver aqueles tubinhos de vidro (que aliás, como é que dão um tudo de vidro na mão de uma criança?) cheios de brilhinhos, só esperando eu virar eles na cabeça, na cara, enfim, no chão do quarto inteiro! E colava lantejoula em tudo que era desenho! Depois inventaram um gel de cabelo com brilho, e tinha de todas as cores. Eu e meu irmão tihamos um prateado (sim Alexandre, você usou muito aquele gel!). As memórias da minha infância, cheias de brilho, vieram à tona, e achei que aquele vestido era, bom, inapropriado para alguém da minha idade (mesmo sabendo que o tal do paetê está na moda já tem tempo).

As dúvidas que a idade traz! Bom, fui no meu armário ver o que mais eu tinha com qualquer tipo de brilho, e descobri uma infinidade de blusas, saias e até mesmo uma calça! Aí, deu uma vontade de usar tudo, sabe, que nem criança, quando coloca tudo o que tem, e nada combina? E foi isso que eu fiz, experimentei tudo, mas, como a adulta que sou (deixei a criança lá em 1988) não coloquei brilho com brilho (também não dá prá sair paracendo um "disco ball"!). Uma blusa de paetê com calça jeans prá sair a noite, ou com legging e um blazer para ir ao trabalho. Saia dourada (nem lembro se eu comprei ou ganhei) com um cardigan e cintinho básico.  O resultado foi tão bom (pena que eu me empolguei e não tirei fotos) que resolvi dar uma chance e deixar o brilho voltar! (Quero só ver a cara do meu chefe quando eu chegar pra trabalhar com um tank de paetê!). 

Achei umas fotos online e coloco aqui pra gente se inspirar e não sair parecendo a Lady Gaga! Bjo



 

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Só porque eu senti saudades...

Saudades de escutar o " Please, mind the gap" quando a gente tá saindo/entrando no metrô; comer tortas de carne e "fish & chips" em qualquer pub; não pagar entrada em museus; andar, andar e andar e ver todo mundo andando também;  cordialidade britânica; ver o Big Ben de noite; ter 245 opções de teatro; passear pelo Hyde Park e Notting Hill; sair da Galeria Nacional com aquela sensação de quem aprendeu alguma coisa sobre arte; saber que logo ali, sentadinha no trono, tem uma rainha!

Óleo, Elixir e Balm


Durante minha pesquisa (ou “mild obsession”) sobre produtos de beleza, encontrei alguns que desenvolvem várias funções. Isso facilita muito a vida de mulheres, que como eu, estão começando agora (antes tarde do que nunca) a entender o porque de cada produto. Tudo o que eu não queria era comprar um creme para a linhazinha do cantinho do olho direito. Praticidade é a palavra mágica nessa minha busca, o que significa que eu vou usar o produto com a frequência indicada na bula, caso contrário, vira aquela rotina de dia sim e outro só daqui a duas semanas.

Os produtos que encontrei e que passaram no meu teste de qualidade são muitos. Posso dizer que tempo é essencial nessa jornada. E ao invés de comprar os produtos no tamanho grande, os formatos “to go” ou “travel size” ajudam a não quebrar o banco. Mesmo porque, antes de comprar qualquer coisa, o legal é provar e ver se o mesmo fucniona. Algumas marcas oferecem amostra grátis (amo de paixão!!) e geralmente a amostra é para 10 dias.

Pois bem, hoje vou escrever sobre os meus três amores mais recentes:

Óleo de Argan
Josie Maran Organic Argan Oil (100% pure argan oil 0.5 oz- $14)

Após ler vários blogs de beleza, e claro, ler as opiniões de mulheres que usaram e abusaram dos coitados, decidi comprar o óleo de argan da marca Josie Maran. Ele é orgânico e é 100% óleo de argan sem silicones, ou outros componentes químicos. O óleo é bom para tudo: cabelo, pele, unhas. Mas, como tudo que é bom custa caro, comprei um pequeno (0.5 oz - quase 15 ml) para experimentar. Olha meninas, podem comprar sem medo: estou usando no cabelo e na unha, e em alguns dias notei a diferença. Meu cabelo (que estava uma palha de aço de tanto fazer luzes) está com brilho e sedoso, e minhas unhas estão mais fortes. Aquele famoso “Maroccan Oil” da etiqueta azul (super fofo por sinal) era a minha primeira opção. Mas, li que ele contém silicones e que os mesmos depois de um tempo vão se acumulando no cabelo e impedem que os produtos penetrem.

Dica: Antes de começar a usar o óleo no cabelo, usei o shampoo anti-residuos da Neutrogena ($4.99 na Ulta). Ele limpa quase que 100% da sujeira acumulada (sujeira não, rsrsrsrs, as melequinhas que os produtos tipo leave-in deixam prá trás!).

Elixir
Caudalíe Beauty Elixir (face spray to go 1 oz- $16)

Não, esse elixir não é de beber! Ele é um sprayzinho delicioso para o rosto que diminui os poros, refresca  e estimula a microcirculação (o que diminui aquela aparência de olho inchado e diminui olheiras!). Caudalíe é uma marca francesa, e quem criou essa maravilha (e outras que depois eu conto) foi um casal, donos de uma vinícola. Todos os produtos são feitos com óleo de semente de uva (esse óleo tem a maior concentração de anti-oxidantes do planeta!). Eu fiquei sabendo desse produto através de uma conhecida, durante uma conversa em que eu reclamava sobre como minha pele resseca dentro do avião. Sempre levo uma garrafa de água quando viajo (exceto do Brasil para cá, porque eles não deixam você entrar com água no avião, mesmo sendo comprada no portão de embarque...vai saber..). Aí ela me recomendou o elixir, e, OMG! (Desculpa, mas precisava ter o meu momento mulherzinha!). Não é que você espirra o negocinho no rosto e acorda mesmo? Ele refresca, hidrata e tira aquele ar de quem não dormiu por 9 horas porque estava rezando para o avião não cair! (essa sou eu, ninguém merece ter medo de voar!). Comprei na Sephora, mas o website da Caudalíe é mais completo (www.caudalie-usa.com).

Aqui tem um vídeo explicando como usar:

http://www.youtube.com/watch?v=aMbV0V52f3s


Lip Balm
Kiehl's Lip Balm with SPF 4 (0.5 oz- $7)

Lip balm é aquele batonzinho que, geralmente, não tem cor ou sabor, e serve para hidratar os lábios. Vou logo dizendo que achei $7 doletas um pouco caro para um lip balm. Em qualquer farmácia se acha as mais variadas marcas por até $3. Mas, esse vale cada centavo! Todo ano é a mesma coisa: eu compro um, depois compro outro, depois mais outro e no fim não gosto de nenhum. Aí se eu parar para pensar, lá se foram muito mais que $7 dólares. Kiehl's é uma marca bem antiga e conceituada aqui nos EU. Eles usam ingredientes naturais e as embalagens são recicladas (tudo conta!). Esse batom que comprei tem SPF 4, mas existe também um com SPF 15 (ah, e também tem uns com sabores). Bom, batom é batom, e não dá prá usar em outro lugar, mas, como boa brasileira (que sempre dá um jeitinho!) eu usei também para proteger a minha tatuagem no punho. Ela fica muito exposta e eu sempre esqueço de colocar filtro solar (prá não desbotar). Então o batonzinho com filtro solar, agora também serve para proteger minha tattoo! Bjo


sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Bolsa de Maquiagem


      Vou começar dizendo que nunca fui fanática por produtos de beleza. Minha rotina diária era um creminho no rosto, pó para tirar o brilho e rímel. Talvez um gloss na boca. Filtro solar só na praia ou piscina (e só no rosto, no corpo óleo SPF 4- porque eu gosto de fritar!). Bolsa de maquiagem era porta tudo em viagens- menos maquiagem. Aliás, nunca entendi o por que de carregar uma bolsa dentro da sua bolsa, cheia de produtos que você provavelmente não vai precisar durante o dia. Well my friend, não é bem assim.

      Uns dois meses atrás eu estava no shopping e resolvi entrar em uma loja Sephora. Para aqueles que não conhecem, Sephora é uma loja que só tem produtos de beleza, dos pés a cabeça. Já tinha ido lá algumas vezes, para comprar maquiagem (sim, eu sou aquela que compra maquiagem, nunca usa e depois de 2 anos da coitada estar sentada lá, eu jogo fora...). Entrei na loja porque eu queria comprar uma base para esconder olheiras e dei de cara com uma representante Dior, louca prá maquiar alguém. Geralmente eu diria não, mas, pensei que seria interessante aprender a me maquiar e receber umas dicas. Mas, deveria ter dito não. O resultado final foi assustador. Eu parecia uma senhora de uns 50 e poucos anos, que estava tentando parecer mais jovem. Meu rosto estava coberto com base, pó, corretivo, camadas e mais camadas de blush, sombras....até minha sobrancelha ela pintou. Eu queria chorar mas não podia porque tinha uns dois litros de rímel nos cílios. Eu saí de lá sem a base que eu queria e totalmente arrasada.

      Voltando para o meu carro, doida prá chegar no escritório e correr para o banheiro prá lavar meu rosto, eu passei pela Macy's. Quando passei pelo balcão da Chanel, eu parei para olhar uma base. A representante veio correndo me ajudar e pedi se teria como ela tirar a minha  maquiagem . Na mesma hora ela me sentou na cadeirinha de maquiadora dela, e limpou meu rosto. Pronto, era eu novamente! Aí, com muita paciência, ela me explicou o ABC da maquiagem e em dois minutos "ta da!", o milagre estava feito! Primeiro ela usou um hidratante, depois passou corretivo onde necessário, um rímel, um batom.... E eu, me apaixonei pelos produtos de beleza Chanel! (Mas essa história fica prá outro blog).

      Nesse mesmo dia comecei a pesquisar sobre os cuidados diários com a pele, que hidrante usar de dia ou de noite, o que usar nas cutículas das unhas, dos cabelos, creme para as mãos, pés. Aprendi que filtro solar se usa todos os dias, mesmo que você fique 10 horas trancada em um escritório (ai que saco!) e que é preciso fazer esfoliação facial a cada dois dias, para tirar células velhas (pra não dizer "muertas"!). Os melhores hidrantes para o rosto não podem ter filtro solar (como assim??) e existe um creme chamado "foundation primer" que se usa depois do hidrante e antes da maquiagem. Ufa! 

      Então depois de aprender o que usar e como usar, entendi a função da bolsa de maquigem. Comprei uma muito fofa, e já estou enchendo ela com os meus produtos favoritos! Falo sobre eles nos próximos blogs. Bjo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...